Inri Cristo, o emissário do Pai, como gosta ser chamado, é uma pessoa multimídia. Usa o Facebook, o Orkut, o Twitter, o YouTube, blogs… Sempre para levar a palavra de Deus, explica.
 
Em conversa por telefone com o Virgula, diretamente da Sede do Reino de Deus, em Brasília, ele falou (bastante, diga-se) sobre como a internet é algo divino. E também explicou que é impossível que o Google ou a Microsoft dominem o mundo um dia.
 
Oi, Inri! Boa tarde! Podemos fazer a entrevista?
Vai ser gravada? Antes de dar a entrevista, tenho de repetir uma dissertação em nome do meu Pai para invocá-lo, porque nem todas as pessoas que estão lendo aqui já a ouviram anteriormente. Vou primeiro invocar o Senhor, é coisa de um minutinho.
 
Ok, tudo bem…
 
(4 minutos e 30 segundos depois…)
 
Pronto, que venham as perguntas, sinta-se à vontade.
 
Como é a sua relação com a tecnologia de hoje?
Bem, é o seguinte, meu filho: há 2 mil eu disse que, quando voltasse, todo olho me veria. Então o meu Pai, o supremo criador, inspirou os cientistas a criarem essas máquinas fantásticas, como o computador e a televisão. Vê se isso não é maravilhoso? Através da cibernética todo o olho me verá. Então está se cumprindo o que eu disse, com uma precisão muito maior. Na televisão nenhum olho pode me ver a qualquer momento. A notícia entra e some, acabou. Na internet, uma pessoa da China, na favela, onde for, pode me ver. Com a popularização do computador todo olho me verá. A tecnologia não é coisa dos homens: Deus quem os inspirou para ela ser usada a favor do seu reino. É óbvio que às vezes eles extrapolam.
 
Você passa mais horas orando ou online?
Quem muito reza não tem tempo para servir nem a agradar a Deus. Quem leva uma vida sedentária não está agradando a Deus. Devemos orar umas três vezes ao dia, no mínimo, para se renovar diante do Pai com o novo Pai Nosso que eu ensinei, até porque o antigo já cumpriu a sua função. Nos meus sites eu explico porque o antigo já era, no www.inricristo.org.br e no www.inricristo.net. Eu dedico a minha vida a causa do Senhor. Oro de manhã para começar bem o dia, no almoço e antes de dormir para ter uma boa noite. Intercaladamente faço umas orações quando necessário. Não passo o dia inteiro no altar, isso faz parte do imaginário popular. (risos)
 
Mas o que você faz na internet?
Eu vejo o que os meus filhos me mostram, as notícias chegam antes lá do que na televisão. Hoje de manhã vi que o Tribunal decretou que não é mais necessário ter diploma para ser jornalista. Achei interessante isso aí: lá nos anos 60 conheci jornalistas brilhantes que não passaram por nenhuma faculdade. Porque o jornalismo verdadeiro é uma arte, a pessoa não precisa passar por uma bitola para ser um artista que sabe colher a notícia e passá-la para a frente.
 
Como a tecnologia pode ser uma aliada para a propagação da fé?

A tecnologia é muito útil para informar e explicar as leis divinas, a fé não pode ser propagada. Isso é coisa de fórum íntimo. Uma pessoa não pode ter fé em mim se Deus, e só Ele, revelar quem somos. Por isso que disse há 2 mil anos: só serão escolhidos aqueles a quem Ele revelar quem eu sou. O apoio nasce da conscientização da minha divindade.
 
Quem seleciona as músicas que suas discípulas cantam no YouTube?
Você acha que sou eu? (risos) Algumas de minhas discípulas são bem jovens. Ninguém canta uma música que não faça bem para a sua alma. Eu abençoo. Dá para ver que elas não estão cantando profissionalmente, mas transmitindo uma mensagem por todas as células de seus corpos. Fazem isso do coração, isso anima.
 
Aquele seu vídeo jogando boliche, e fazendo vários strikes em seguida, foi um dos primeiros virais da internet brasileira. Aquilo foi a demonstração de seu poder?
Fazia muitos anos que não jogava boliche, a última vez foi no meu primeiro jejum de 1979, em Viña del Mar, no Chile. Fui convidado a jogar em Curitiba e fui com muita sede ao pote, foi muito divertido. Tinha uma plateia me aplaudindo, foi natural, não um milagre! Se eu jogasse umas 10 vezes iria cometer mais erros. Não posso ter uma pista de boliche na casa do Senhor, mas por que não posso me dar aodireito de jogar? Esporte faz bem para a saúde! (risos)
 
Você não tem medo que a Microsoft e o Google queiram conquistar nossas vidas, o mundo? Eles são o diabo?
(Risos) Interessante essa pergunta. Ninguém consegue conquistar o mundo porque nada acontece na Terra sem o consentimento de Deus, do meu Pai. Ninguém!
 
O que você acha das pessoas que dizem só aceitar Jesus se ele deixar um scrap antes?
Isso são os fariseus contemporâneos, que nem sabem que meu nome é Inri. Hoje existe até Jesus gigolô. Por isso meu Pai me deu esse nome novo, que eu paguei na cruz para tê-lo. São pessoas que vestem a carapuça e são estigmatizadas como fariseus contemporâneos.

Inri Cristo: "A internet é algo divino!"

Sem mais artigos