A internet ultrapassou os jornais impressos e o rádio e já é a terceira plataforma mais popular de notícias dos Estados Unidos, atrás apenas dos canais de televisão locais e nacionais.

Com 61% de popularidade, a web aparece com ligeira vantagem sobre as rádios noticiosas (54%) e jornais impressos locais (50%), além de ampla diferença frente os diários de circulação nacional (17%).

Segundo o estudo “Compreendendo a Participação do Consumidor de Notícias“, do Pew Internet & American Life Project, divulgado na segunda-feira (1º), os americanos têm preferido cada vez mais os métodos de consumo não-tradicionais para obter informação, ou seja, através de mídias sociais, blogs, twitters e personalização de feeds, a qualquer momento e em qualquer lugar.

Além disso, o ciclo da informação é cada vez mais dinâmico com o crescimento da internet. Cerca de um terço dos americanos que tem telefone celular disse obter notícias pelo aparelho e outros 37% contribuíram para a criação de conteúdo. Já três quartos dos entrevistados admitiram receber informações que circulam em e-mails e sites de relacionamento.

Apesar da popularização da rede mundial de computadores, a televisão segue como o principal veículo do país. De acordo com o levantamento, 78% dos americanos recebem informações através dos canais locais de televisão e 73% via cabo ou emissoras de grande abrangência.

Ainda assim, a pesquisa revela que 59% dos americanos obtêm suas notícias através da internet e de veículos offline, como os populares canais CNN e CBS.

O Pew Internet & American Life Project relata ainda que quanto mais jovens são os consumidores, mais popular é a internet. Já os grupos com idade mais elevada têm menos presença no online e um hábito muito maior de leitura de jornal impresso.

Sem mais artigos