(Por Gabriel Codas) Pela primeira vez nos últimos 13 anos, o Japão apresentou em janeiro déficit em conta corrente, que representa o saldo de todas as transações do país com o exterior. O resultado no primeiro mês do ano foi R$ 1,762 bilhão, sem levar em consideração o ajuste sazonal. Os números foram divulgados pelo Ministério das Finanças.

A expectativa dos analistas para o saldo comercial era bastante diferente, pouco mais de US$ 190 milhões. O resultado é reflexo da queda brutal das exportações e dos ganhos financeiros obtidos no exterior. Os dados comprovam que a demanda externa não está mais fornecendo suporte para a economia do país. Somente em janeiro, os embarques caíram 46,3%.

A última vez que país registrou um resultado negativo em suas contas foi em janeiro de 1996. Porém, o déficit negativo de janeiro é o pior já apresentado pelo Japão desde o mesmo mês de 1985. Agora, os analistas esperam que o saldo siga no mesmo território nos próximos meses.

Com isso, o índice Nikkei, da bolsa japonesa, atingiu seu menor nível em 26 anos, após recuar 1,2% e atingir a marca do 7.086 pontos , o pior resultado desde outubro de 1982.

Sem mais artigos