Se muitos times grandes reclamam que suas torcidas não comparecem em peso nos estádios, deixando a média de público bem abaixo do esperado, imaginem as diretorias de Ideal e Funorte, duas equipes que disputam a Segunda Divisão do Futebol Mineiro, que na última quarta-feira se enfrentaram para um público de oito espectadores, no Ipatingão, estádio com capacidade para receber 35 mil pessoas.

O resultado da partida, 2 a 2, foi o menos importante no abandonado estádio mineiro. E para piorar ainda mais a situação, a súmula da partida confirma que partida contou com sete pagantes, o que gerou uma renda de R$70,00. Ou seja, além de vazio, o Ipatingão ainda contou com um torcedor “VIP” e um prejuízo que não de unem para pagar o vigilante.

Além dos solitários torcedores, o jogo ainda contou com oito gandulas, dois maqueiros e quatro funcionários da Samu. Já em relação a segurança, o policiamento foi feito por quatro policiais, média de um para cada dois espectadores.

Sem mais artigos