Uma juiza do Superior Tribunal da cidade de Los Angeles emitiu nesta terça (28) uma ordem de restrição para o ex-empresário e para o ex-advogado da cantora Britney Spears.

A medida valerá por três anos e impede Osama Lutfi e Jon Eardley cheguem perto ou tenham qualquer contato com a popstar durante o período estipulado pela juíza Aviva Bobb.

O veredito foi concedido após serem ouvidos os depoimentos dos dois acusados e do pai da cantora, Jamie Spears.

A defesa ainda tentou argumentar que os seus clientes nunca representaram ameaça à segurança de Britney e por isso não era preciso que fosse emitida uma medida restritiva deste tipo.

Sem mais artigos