Os juros do cheque especial e dos empréstimos pessoais registraram queda pela sexta vez consecutiva em junho, segundo levantamento da Fundação Procon-SP realizado nos dias 2 e 3 deste mês e divulgado nesta segunda-feira (15).

Dos dez bancos pesquisados, quatro reduziram o valores cobrados no empréstimo pessoal. A taxa média mensal caiu dos 5,57% registrados em maio para 5,52% neste mês, diferença de 0,05 ponto percentual.

Em relação ao cheque especial, apenas três instituições diminuíram as taxas cobradas. O juro médio era de 8,89% ao mês em maio e em junho ficou em 8,87% ao mês, diferença de 0,02 ponto percentual.

Em dezembro do ano passado, a taxa média de empréstimo pessoal era de 6,25% ao mês e a do cheque especial, 9,33% ao mês.

As dez instituições financeiras pesquisadas foram Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.

Juros do crédito pessoal e do cheque especial caem pela sexta vez consecutiva

Sem mais artigos