A Justiça deve decidir nos próximos dias o destino do menino de 8 anos cuja guarda é disputada pelo pai americano, David Goldman, e pelo padrasto brasileiro, João Paulo Lins e Silva. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Nas últimas semanas, a família brasileira sofreu sucessivas derrotas nas audiências realizadas na Justiça. Entre elas, o fato de a Justiça afirmar que o menino se adaptaria nos EUA, onde mora o pai, e não considerar necessário ouvir novamente o garoto.

David Goldman tenta recuperar a guarda o filho desde 2004, quando a mãe do menino viajou para o Rio de Janeiro para visitar os pais e não voltou aos Estados Unidos.

Em agosto de 2008, ela morreu durante o nascimento da primeira filha com o novo marido, o advogado João Paulo Lins e Silva. O padrasto é quem detém a guarda do garoto.

Justiça decide nos próximos dias caso de menino disputado por pai americano

Sem mais artigos