O pedido da promotora Mabel Schiavo Tucunduva de Souza para fechar os
templos da Igreja Renascer foram recusados na Justiça do Estado de São
Paulo. A ação que já rolava desde o fim de janeiro foi rejeitada pela
terceira vez e não cabe mais recursos.

Para a promotora, vários templos da Renascer no Estado estavam
em situação irregular, mas a Igreja contestou as acusações e apresentou
documentos que foram aceitos pelo Tribunal. O principal motivo para o
pedido de Mabel Schiavo foi o desabamento no dia 18 de janeiro do teto
do templo da Renascer no Cambuci. A tragédia matou nove pessoas e feriu
mais de cem.

Atualmente, fiéis da Renascer fazem uma campanha para
arrecadar dinheiro e reconstruir o templo da religião. Esteven e Sônia
Hernandes (foto), fundadores da Igreja, devem voltar dos EUA ao Brasil em
agosto deste ano. Eles estavam cumprindo pena em Miami por entrada
ilegal de dinheiro naquele país.

(Com informações do UOL).

Justiça recusa o pedido de fechar templos da Igreja Renascer

Sem mais artigos