Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, confirmou nesta segunda-feira (16) que enviará para a Câmara de Vereadores da capital paulista a atualização da Planta Genérica de Valores, que é utilizada como base para o cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano, assegurando que o reajuste máximo para os paulistanos será de 40%.


 


Durante evento na sede da Prefeitura, Kassab destacou que “infelizmente, temos que mostrar para a cidade de São Paulo que a atualização da planta genérica é uma necessidade. É uma questão de justiça tributária. A última atualização foi feita em 2001. Foi decidido nesse fim de semana que nós faremos a atualização” no Orçamento de 2010.


 


Ainda hoje, continuou, seria concluído “o impacto dessa atualização no aumento da arrecadação para que possa ser incorporado no Orçamento”, sendo que o aumento do IPTU seria maior em áreas que registraram maior valorização nos últimos anos, incluindo locais onde houve “investimentos expressivos do poder público”, como estações do Metrô.


 


Também mudará, confirmou o prefeito, o valor dos imóveis residenciais que estão isentos do pagamento do IPTU (até este ano, qualquer um cujo valor venal não ultrapasse R$ 61.240,11), ainda que “um número muito grande de pessoas que ficarão isentas”. A Prefeitura já adiantou que será discutido, no ano que vem, o aumento no preço das passagens de ônibus, atualmente em R$ 2,30.

Sem mais artigos