Um projeto de lei aprovado pela Câmara dos Deputados na terça (24) proíbe que estudantes cursem dois cursos de graduação em faculdades públicas ao mesmo tempo. A regra vale para cursos na mesma unidade ou em instituições diferentes. Quem já está matriculado, no entanto, não será afetado pela restrição.

O autor da proposta, deputado Maurício Rands (PT-PE), justifica que não é justo que uma mesma pessoa esteja em dois cursos públicos ao mesmo tempo, já que há poucas vagas disponíveis.

O projeto, embora só aprovado agora, já é uma prática em várias universidades públicas, que não permitem duas matrículas simultâneas. A USP, Unesp e Unicamp, inclusive, não aceitam alunos que já estejam cursando outras instituições públicas.

De acordo com a nova regra, um aluno que se matricular em duas universidades públicas terá cinco dias para optar qual irá frequentar. Caso não apresente sua decisão, a matrícula mais antiga será automaticamente cancelada. 


Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Lei proíbe que alunos estudem em duas faculdades públicas

Sem mais artigos