Em um post em seu blog, o baterista Jimmy Chamberlin, ex-Smashing Pumpkins, desabafou sobre ter deixado o grupo recentemente. Desta vez, a saída parece muito ter muito mais potencial de surtir um efeito positivo na vida do músico do que em 1996, quando o batera saiu da banda por abuso de drogas.

Chamberlin promete continuar com seu projeto de rock progressivo, o Jimmy Chamberlin Complex. Billy Corgan está planejando gravar novas músicas do Smashing Pumpkins, já sem o antigo baterista, em meados do segundo semestre de 2009.

Para conhecer as razões do afastamento de Jimmy Chamberlin do Smashing Pumpkins, leia na íntegra o desabafo que o baterista postou em seu blog:

“Você já ouviu falar da notícia de minha saída do Smashing Pumpkins a essa altura. Vou dizer, sem entrar em detalhes desnecessários, que isso representa algo positivo para mim. Eu já não posso dedicar todas as minhas energias a algo que não domino totalmente. Não vou fingir que estou interessado em algo que não estou. Não vou fazer isso comigo, com você, fã, ou com o meu antigo colega de banda. Eu não posso, simplesmente, “embolsar a grana”, por assim dizer.

A música é minha vida. É sagrada. Ela merece o meu melhor em todos os níveis e com os Pumpkins certamente não é diferente. Sinto muito, mas é realmente simples assim. Não existe drama, rancor ou qualquer outra coisa, mas uma dedicação total à música.

Desejo o melhor ao Billy [Corgan] e estou feliz por ele ter optado por continuar com o nome da banda. É direito . Vou continuar a fazer música com o Jimmy Chamberlin Complex, bem como correr atrás de outros interesses musicais. Sinto que tenho um longo caminho a percorrer e muito a oferecer. Obrigado a todos pelas suas palavras carinhosas e de apoio ao longo desse processo. É uma honra e um privilégio ganhar a vida fazendo música e eu não acho que isso é algo que caiu do céu, nem sequer por um segundo”.

Sem mais artigos