Santiago do Chile, 2 dez (EFE).- “O Brasil voltará à razão na medida em que se dê conta da realidade”, afirmou Porfirio Lobo, vencedor das eleições realizadas no domingo em Honduras, ao se referir à recusa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em reconhecer o pleito.


 


“O Brasil irá aceitando a realidade com o tempo. É lógico que tenha uma atitude reticente, dado que sua posição foi contrária ao pleito, mas voltará à razão na medida em que se dê conta da realidade. A realidade é que as eleições reforçam nossa democracia”, afirmou Lobo.


 


Em entrevista publicada nesta quarta-feira pelo jornal chileno “La Tercera”, o político conservador hondurenho lembrou que os Estados Unidos reconheceram a transparência do pleito e sua vitória nas eleições de 29 de novembro.



“Recebemos também apoio de muitos outros países, como Alemanha, Israel, Japão, Suíça e França, que vão oficializar seu reconhecimento em breve”, revelou o líder do Partido Nacional de Honduras.

Sem mais artigos