O Bradesco fechou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 2,29 bilhões, o que representa um aumento de 14,7% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Naquela época, o banco registrou lucro de cerca de R$ 2 bilhões. Os números foram divulgados pela instituição nesta segunda-feira (3).

Na comparação com o primeiro trimestre do ano, no entanto, a alta no lucro foi maior, de 33,3%. Nos primeiros três meses, o lucro líquido havia ficado em R$ 1,723 bilhão.

A carteira de crédito total atingiu em junho R$ 212,7 bilhões, uma alta de 18,1% em relação à igual período do ano anterior, mas ligeiramente menor do que os RS$ 213 bilhões de março.

O patrimônio líquido do banco em junho somou R$ 37,277 bilhões, crescimento de 10,6% sobre igual período do ano anterior. Já o valor de mercado da instituição fechou o semestre em R$ 81,301 bilhões. No período, as ações preferenciais do Bradesco tiveram valorização de 28,7%.

A provisão feita pelo Bradesco contra perdas esperadas com créditos no trimestre passado foi de R$ 13,871 bilhões, 60,3% maior do que no final de junho de 2008.

O Bradesco é o segundo maior banco privado do país.

Sem mais artigos