Depois da vitória do Rio para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou neste domingo (4) em Bruxelas (Bélgica) quem tem dito que haverá corrupção nos gastos das obras. Para ele, ficar com esse argumento agora seria colocar o Brasil outra vez no “papel pequeno que alguns querem colocar todo santo dia”. E completou: “Certamente, o povo brasileiro saberá fiscalizar o uso do dinheiro”.

Lula disse ainda que tem uma preocupação – de que falte rapidez para o início das obras e elas acabem ficando para serem feitas em cima da hora. “Tem gente que sabe que tem que votar numa época do ano, mas deixa para tirar o título faltando meia hora para fechar o cartório”, comparou. “Eu acho que agora nós temos apenas que levantar a cabeça e em vez de ficar de sapato alto, dizer: nós agora temos uma tarefa a mais, vai exigir mais trabalho, mais competência e temos que criar essas condições”.

Segundo o presidente, não se pode minimizar a Copa no Brasil agora que o país também vai sediar uma olimpíada, porque as obras feitas para 2014 também vão servir para 2016.  “Precisamos começar a trabalhar, sobretudo, a mobilização urbana, que é construir as obras necessárias para a Copa do Mundo e, obviamente, 80% do que fizermos para a Copa do Mundo vão servir para as Olimpíadas”, afirmou.

Lula critica quem acredita que haverá corrupção nos gastos olímpicos

Sem mais artigos