Aproveitando a popularidade do presidente Lula em outros países da América Latina, o produtor argentino Eduardo Costantini vai lançar o filme Lula, o Filho do Brasil na Argentina em março de 2010. E, depois, planeja exibi-lo também no Uruguai, Chile, Paraguai e Colômbia.

Na Argentina, serão cerca de 70 a 100 cópias, que devem atrair de 300 a 400 mil pessoas, segundo estimativas de Costantini.

Em uma entrevista coletiva concedida na segunda-feira (30), o diretor Fábio Barreto informou que a previsão para o Brasil é de que sejam exibidas de 500 a 600 cópias em salas brasileiras. “É uma superprodução e terá lançamento a altura”, disse.

Lula, o Filho do Brasil, chega aos cinemas brasileiros no dia 1º de janeiro de 2010.

Sem mais artigos