Em discurso improvisado para uma plateia de agentes federais na sede da Polícia Federal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva exigiu sigilo de informações nas investigações e pediu o fim da espetacularização das ações. “O papel de vocês é sagrado. Deixem para nós, políticos, aparecerem”,  disse. As declarações de Lula foram feitas após a PF realizar uma operação que envolve a empreiteira Camargo Corrêa, acusada, entre outras coisas, de fazer doações ilegais a políticos.

“Podem ter certeza de uma coisa: tem gente que acha que seja importante é aparecer na capa de jornal, dar entrevista na televisão, fazer pirotecnia e dar entrevista no rádio”, disse Lula. “O importante é a gente ser visto com respeito e ser olhado como justo, como quem não tenta tirar proveito da autoridade policial”.

O presidente também cobrou discrição por parte do Judiciário e do Ministério público. “O Brasil deve se orgulhar do Ministério público que tem, da Polícia Federal que tem”. Mesmo em tom de bronca, Lula fez uma brincadeira: “políticos, quando abrem a geladeira, acham que estão dando entrevista para a televisão”, afirmou ele comparando a luz da geladeira à iluminação utilizada pelas televisões. “Nem o Judiciário, nem o Ministério Público nem a PF precisam disso. Deixem isso para nós, políticos”.

Lula pede à Polícia Federal fim de pirotecnia nas ações

Sem mais artigos