O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na manhã desta segunda-feira (11/05) que pretende enviar ao Congresso Nacional uma medida provisória que libere dinheiro para a recuperação de estados do Nordeste atingidos pela chuva. Em seu programa semanal Café com o Presidente, ele afirmou que enquanto as águas não baixarem, a recuperação de estradas, pontes e casas não pode começar.

A chuva que atinge o Nordeste já causa prejuízo de cerca de R$ 1 bilhão. O balanço, baseado em informações preliminares repassadas pelos estados, foi apresentado pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima.

Para Lula, o momento atual deve ser usado por prefeitos e governadores, além da própria Defesa Civil, para  fazer levantamentos dos estragos provocados pelas enchentes. O presidente lembrou também  a seca na Região Sul do país e recomendou que é preciso acompanhar “de perto” a situação.

As chuvas já afetaram mais de 911 mil pessoas – 126 mil pessoas estão desabrigadas e cerca de 57 mil desalojadas. De acordo com informações daos departamentos de defesa civil estaduais, 320 municípios localizados em 11 estados estão sofrendo com o grande volume de água.

Já a estiagem afeta cerca de 1 milhão de pessoas. Em alguns municípios a situação de emergência se estende desde o ano passado: 96 municípios permanecem em situação de emergência por causa da seca que já prejudicou as lavouras de soja, milho e feijão e agora começa a afetar a pastagem, atingindo assim, a produção leiteira do estado. Já falta água para consumo humano e começa a faltar também para consumo animal.

Lula quer medida provisória para recuperar estragos provocados pela chuva no Nordeste

Sem mais artigos