O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, afirmou hoje que seus comandados “têm que ganhar do Brasil” no próximo dia 5, na cidade argentina de Rosário, em partida válida pelas eliminatórias sul-americanas à Copa do Mundo de 2010, para garantir uma vaga na competição.

Maradona visitou nesta terça-feira o estádio Lisandro de la Torre, usado pelo clube Rosario Central, o qual será o palco do clássico sul-americano e disse estar satisfeito com as obras efetuadas para o jogo.

“Tudo está muito bem. Agradeci a todos os que estão trabalhando”, disse o treinador, que esteve em Rosário acompanhado por seus auxiliares Alejandro Mancuso (que jogou por Palmeiras e Flamengo) e Miguel Lemme e por dirigentes da federação argentina de futebol.

“Vamos jogar tudo contra o Brasil e tomara que possamos repetir a escalação quatro dias depois, quando jogaremos contra o Paraguai, em Assunção”, também pelas eliminatórias, comentou Maradona. “Erramos contra o Equador e, agora, contra o Brasil, não queremos perder”, acrescentou o técnico, lembrando a derrota por 2 a 0 em Quito.

Maradona disse que a seleção brasileira é “uma equipe fantástica” e comentou que está preocupado com as possíveis atuações de Kaká e Robinho, além de lembrar que “é preciso marcar Luís Fabiano”,

“Respeito muito Dunga, que está fazendo muito bem as coisas”, disse o técnico argentino sobre o colega brasileiro. Com 22 pontos, a Argentina é a quarta colocada entre as dez seleções que disputam a classificação para a Copa do ano que vem, na África do Sul. O Brasil lidera a tabela, com 27.

A América do Sul tem direito a quatro vagas na Copa de 2010. A seleção sul-americana que terminar as eliminatórias em quinto lugar disputará uma vaga com a quarta colocada da Concacaf.

Sem mais artigos