Ela não é “maria gasolina”, “chuteira” ou “breteira”. No Brasil, a loira Madeline Amber, de 22 anos, pode ser chamada de “maria empresário”.

De 2007 para cá, a “caçadora de milionários” se orgulha de já ter ficado com 13 endinheirados. E admite que só pensa na grana quando o assunto é relacionamento.

“Antes de começar a namorar milionários, eu saía com caras normais, mas era estupidamente chato”, disse Madeleine ao jornal The Sun. “Eu passo horas ficando linda para eles e mereço ser paparicaricada como uma princesa por qualquer cara que quiser ficar comigo.”

A gota d’água para Madeline foi um rapaz sacar o celular para calcular a divisão da conta no final de um encontro às escuras. Ela conta: “Depois de calcular a minha dívida, ele abriu a carteira e ficou contando os trocados. Eu fiquei muito envergonhada. Nesse dia eu decidi que nunca mais sairia com um pobretão”.

Ela saiu com o primeiro milionário há 3 anos. Madeline tomou gosto de verdade pela vida da alta-sociedade. A loira se cadastrou então em um site de relacionamento com milionários. O GoldDiggers.uk.com, “Caçadores de Ouro” em uma tradução livre, promete juntar milionários(as) com interessadas(os) na bufunfa. Nada tem a ver com beleza ou amor, o negócio é o ouro mesmo. “Eu acho o poder dos milionários uma coisa muito sexy. Só me sinto atraída por homens com dinheiro e não tenho vergonha de dizer isso”, diz a oxigenada.

Do alto de sua sandália dourada, Madeline acredita ter encontrado seu pretendente definitivo. Na décima terceira tentativa conheceu o empresário Jordan Ali, de 36 anos. Sobre o atual ela só faz elogios: “Ele me leva para pré-estréias de filmes, eventos cheios de celebridades e férias incríveis. Sou tratada como uma princesa todos os dias”.

Madeline com seu atual namorado Jason Ali, o 13º milionário da lista.

Madeline ao lado de seu novo “amor”, o empresário Jordan Ali (Foto: Reprodução/The Sun)

Jordan não é o único a receber elogios. Os anteriores também a tratavam muito bem. Viagens a Dubai com um empresário do Oriente Médio, bolsas Chloe de £1.000 (quase R$ 2.700), garrafas dos melhores champanhes e passeios de Mercedes. Tudo isso pago por ricaços que usam os mais caros relógios da marca Rolex.

“Mas eu deixo claro que não sou fácil. Não vou fazer sexo nos primeiros encontros só por causa do cartão de crédito”, afirma ela ao tablóide britânico. “Na verdade eu sempre fico em um quarto separado quando viajo. Gosto de me arrumar sozinha, no meu tempo”.

Procurar namorado em sites de relacionamento não é motivo de vergonha para a caçadora de contas bancárias. “É só uma forma de encontrar pessoas que pensam igual”, diz ela. E o namoradão realmente pensa igual. Jordan diz que “na realidade esse foi o motivo de ter entrado no site. O dinheiro já deixa de ser uma questão no caminho”. “Nós fomos feitos um para o outro, eu adoro paparicar e ela certamente merece”, conclui jordan, que conseguiu sua fortuna investindo em propriedades e no mercado cinematográfico.

Sem mais artigos