O argentino Lionel Messi ganhou a Bola de Ouro de 2009 com 98,54% dos votos possíveis, a maior percentagem obtida por um jogador desde a criação do prêmio, em 1956.

Com o apoio de 473 de 480 jurados, o argentino desbancou o francês Michel Platini, Bola de Ouro em 1984 (98,46% dos votos) e 1985 (97,69%), tornando-se o premiado com mais apoio na história do troféu.

O melhor para a maioria.

O argentino foi eleito melhor jogador do ano por 90 dos 96 jornalistas internacionais que integram o júri da revista “France Football”, número nunca igualado até o momento. Cinco dos jurados consideraram Messi o segundo melhor jogador do ano. Um elegeu-o terceiro melhor da temporada.

O argentino ganha nos cinco continentes.

Messi foi o mais votado pelos membros do júri dos cinco continentes. O português Cristiano Ronaldo foi o segundo entre os jornalistas da Europa e da América. Eto’o, Xavi e Iniesta foram os segundos na África, Ásia e Oceania, respectivamente.

Cristiano Ronaldo, o melhor ex-ganhador dos últimos anos.

Cristiano Ronaldo ganhou a Bola de Ouro no ano passado e ficou em segundo este ano. Só em 1992 ficou em segundo lugar um jogador que havia ganho prêmio um ano antes: o alemão Lothar Matthaus.

Messi, Cristiano Ronaldo e Kaká: os mais votados dos últimos anos.

Somando os votos dos ganhadores dos últimos três anos, Messi sai na frente, com o apoio de 1.011 jurados. Depois, aparecem Cristiano Ronaldo (975) e o brasileiro Kaká (570).

O Barça ganha na disputa por equipes.

Os jogadores do Barcelona lucraram em cima dos títulos desta temporada e se tornaram os mais votados. Ao todo, tiveram 852 votos, contra 299 obtidos pelo elenco do Real Madrid e os 84 da Inter de Milão. Além de Messi e Xavi, foram votados Andrés Iniesta, Samuel Eto’o e Thierry Henry.

Argentina, a mais votada.

Messi, primeiro argentino a conquistar a Bola de Ouro, também ajudou o seu país a receber o maior número de votos: 473. Atrás, ficou a Espanha, com 364, para Xavi, Andrés Iniesta, Fernando Torres, Cesc Fábregas, Iker Casillas e David Villa. Atrás ficaram Portugal (233) e Brasil (78).

Espanha, a mais representada

Com seis jogadores, a Espanha foi o país com mais jogadores votados, na frente do Brasil (5) e da Inglaterra (4).

Sem mais artigos