O presidente de fato de Honduras, Roberto Micheletti, derrubou nesta segunda-feira (05) o decreto que restringia os direitos individuais no país, em vigor há nove dias.

“Derrogamos o decreto no Conselho de Ministros”, disse Micheletti, em entrevista coletiva na Casa Presidencial, acompanhado por vários de seus mais próximos colaboradores, além da deputada republicana americana Ileana Ros-Lehtinen, que chegou hoje a Tegucigalpa.

Micheletti enfatizou que “todo o decreto fica derrogado completamente” e que está feliz de fazê-lo diante de Ileana, a quem recebeu em seu escritório.

O presidente de fato tinha anunciado hoje que pediria a seus ministros a derrogação do decreto que restringia os direitos individuais das pessoas e que entrou em vigor no dia 27 de setembro. “Da mesma forma que tomamos a decisão de estabelecê-lo, faremos para derrogá-lo”, disse Micheletti.

O decreto foi questionado por diversos setores de Honduras, entre eles os seis candidatos à Presidência que concorrerão nas eleições gerais previstas para o dia 29 de novembro.

EXTRADIÇÃO DE ZELAYA

O presidente ainda afirmou que os responsáveis por terem expulsado do país o governante deposto, Manuel Zelaya, ainda não identificados, serão levados à Justiça e punidos.

Micheletti reiterou que “cometeu um erro” ao enviar Zelaya à Costa Rica após sua deposição, no dia 28 de junho, já que a Constituição hondurenha “protege a presença dos hondurenhos sem extradição no país”.

“Definitivamente é uma decisão tomada por alguns setores (os quais não mencionou) e serão punidos conforme a lei”, disse Micheletti, em entrevista coletiva ao lado da deputada republicana americana Ileana Ros-Lehtinen, que chegou hoje a Honduras para apoiar o Governo de fato.

“Estou totalmente seguro de que serão levados aos tribunais, como corresponde a qualquer erro cometido”, por ter expulsado Zelaya do país, acrescentou Micheletti.

Zelaya está há duas semanas na embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde apareceu de surpresa após entrar clandestinamente no país no dia 21 de setembro.

Micheletti derruba decreto que restringe direitos individuais em Honduras

Sem mais artigos