Morreu na última quinta feira o flautista e saxofonista Clifford “Bud” Shank, que ganhou fama por seu trabalho ao lado de grandes nomes como o <b>The Mamas And The Papas</b> e <b>Sergio Mendes</b>.

De acordo com uma reportagem da revista <i>Jazz Times</i>, ele tinha 82 anos de idade e sofreu falência pulmonar em sua casa na cidade de Tucson, Arizona.

Shank ganhou notoriedade no circuito do jazz entre as décadas de 40 e 50, antes de abraçar o mercado do pop gravando a famosa flauta de <i>California Dreamin'</i>, participando das gravações do pianista <b>Sergio Mendes</b> e até tendo colaborado em um disco do compositor brasileiro <b>João Donato</b>.

Apesar da idade avançada, Clifford Shank ainda não pensava em se aposentar e estava no estúdio até a última quarta-feira, gravando com a <b>Bud Shank Big Band</b> na cidade de San Diego, até poucas horas antes de morrer.

Sem mais artigos