Oito municípios da baixada fluminense e do interior do estado, além da cidade do Rio de Janeiro, vão receber R$ 587 milhões para obras de água e esgoto. Convênios entre o governo federal e governo do estado, que será o executor do empreendimento, foram assinados hoje (7), no Palácio Guanabara.

As obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do saneamento e vão beneficiar 10 milhões de pessoas. O objetivo também é contribuir para a candidatura da capital fluminense à sede das Olimpíadas de 2016, além de ajudar na despoluição da Baía de Guanabara e de mananciais da região.

“É impossível ter rios preservados se não há investimentos em saneamento”, reiterou a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, durante a assinatura dos convênios. “A União tem clareza da importância de obras de saneamento e habitação.”

A capital fluminense ficará com quase a metade dos recursos, cerca de R$ 280 milhões. A maior parte será aplicada em bairros da zona oeste, como Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. Também receberão investimentos os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaperuna, Maricá, Mesquita, Saquarema, São Gonçalo e Valença.

O governador Sérgio Cabral disse que as cidades do interior nunca receberam um investimento público tão alto.

Municípios do Rio vão receber meio bilhão em recursos para obras de saneamento

Sem mais artigos
Sair da versão mobile