Não viajou? Sem problemas – São Paulo também é uma cidade turística. Reúna os amigos, pegue a câmera fotográfica e se jogue em um dos passeios que a capital oferece. No site oficial de turismo da Prefeitura Municipal de São Paulo, há uma seleção dos trinta passeios imperdíveis para se fazer na capital. Selecionamos alguns dos mais bacanas aqui:

Bairro da Liberdade
Por incrível que pareça, muitos paulistanos ainda não conhecem esse pedacinho do oriente bem no centro de São Paulo. As lojas vendem de tudo, de quimonos a panelas, sem contar aqueles chinelos de palha quadrados – um hype, artigos de decoração e todo tipo de quinquilharias. Alguns mercadinhos são ótimas opções para encontrar algumas delícias das culinárias chinesa e japonesa, além de temperos e chás. Ali também há lojas de cosméticos com preços e variedades de produtos bastante atraentes. Por fim, os restaurantes merecem uma visita. Sugestão: o discreto Korea House, com entrada quase secreta pela Galvão Bueno, é uma excelente pedida. O prato da casa é o churrasco coreano, com carne grelhada na mesa servida com arroz e legumes – alguns apimentados. A fumaça pode incomodar, mas a comida faz valer a pena. Para quem prefere não ousar, tudo bem – o yakissoba completo da casa dá para dois, e sobra. (Korea House, R. Galvão Bueno, 43, 1º andar, tel. (11) 3208-3052.

Jockey Club
Fundado em 1941, o Jockey Club é um dos endereços mais charmosos da cidade, e não à toa é sede de eventos badalados, de shows a desfiles de moda. Inclui também uma filial da mercearia São Roque, o restaurante Charlô e o Cânter Bar. Mas não é preciso dar close em restaurantes sofisticados para se divertir no Jockey. Sentar nas arquibancadas para assistir às corridas de cavalos pode ser um grande barato, e a atmosfera nostálgica remete a uma São Paulo que só continua a existir em alguns cantos especiais da cidade. Dá até para arriscar uma aposta, já que não é necessário desembolsar muito dinheiro para isso.
Jockey Club de São Paulo: Av. Lineu de Paula Machado, 1263, tel. (11) 2161-8300

Centro histórico
A região central da cidade, revitalizada, merece uma caminhada. Passe pelo Pateo do Collegio, Largo São Francisco, Marco Zero e Catedral da Sé, sem contar uma parada no vale do Anhangabaú, Viaduto do Chá e Teatro Municipal – verdadeiras viagens no tempo. Foi no Pateo do Collegio onde nasceu a cidade – local escolhido por José de Anchieta e os jesuítas para construírem uma pequena cabana e de lá começarem a colonização. A cerimônia oficial da fundação da cidade ocorreu no dia 25 de janeiro de 1555, no mesmo lugar. Hoje, o complexo abriga atividades culturais, Museu com exposições de arte sacra, uma pinacoteca, objetos indígenas, uma maquete de São Paulo no século XVI, a pia batismal e antigos pertences de Anchieta.
Pateo do Collegio: Praça Pateo do Collegio, 2, tel. (11) 3105-6898

Mercado Municipal
Quem nunca ouviu falar do famoso sanduíche de mortadela do mercadão? Alguns dizem que é mortadela demais para um sanduíche, mas, críticas à parte, a iguaria já virou referência. Para os que não se atraem pela reputação do sanduíche, ou mesmo do não menos famoso pastel de bacalhau, a construção de 1928 vale a visita pela arquitetura neoclássica, belos vitrais, além da diversidade de temperos, vinhos, queijos, frutas, chocolates, peixes e outros itens frescos abastecidos diariamente.
Mercado Municipal: R. da Cantareira, 306, tel. (11) 3326-6664

Veja no site oficial de turismo da cidade outras opções imperdíveis de passeios, clicando aqui.

Sem mais artigos