Nelsinho Piquet volta a se envolver em polêmica. Nesta sexta-feira (9), após o treino livre da Copa Montana, em Curitiba, o piloto encarou os jornalistas e surpreendeu em suas respostas.

Fora da Fórmula 1 após o escândalo da Renault em Cingapura, o piloto garantiu que só não está na categoria porque não quis pagar para entrar como fez Bruno Senna e Lucas Di Grassi, que estão na Hispania e Virgin Race, respectivamente.

“Essas vagas do Lucas e do Bruno estavam à venda, mas eu não queria colocar dinheiro na F-1. Nunca precisei pagar para andar e tive essa ideia já que nunca teve brasileiro com sucesso na Nascar, nenhum venceu corrida”, afirmou o piloto.

Apesar de mostrar certo incomodo com os novos brasileiros da Fórmula 1, Nelsinho não demonstrou inveja de seu ex-companheiro Fernando Alonso.  “Quem desenvolver o carro mais rapidamente e tiver menos quebras vai levar. Se eu pudesse chutar alguém (para ser campeão), talvez seria o Alonso”, completou.

Nelsinho Piquet saiu da Fórmula 1 após ser demitido pelo fraco rendimento na Renault. Após isso, o piloto revelou que a Renault havia planejado seu acidente na corrida de Cingapura de 2009 para Alonso vencer a prova.

Nelsinho Piquet diz que se quisesse estaria na vaga de Di Grassi e Bruno Senna

Sem mais artigos