A seleção masculina de vôlei, campeã da Liga Mundial no último final de semana, está de volta ao Brasil. Nesta terça-feira pela manhã, os comandados do técnico Bernardinho desembarcaram no Rio de Janeiro e, mesmo sem a presença da torcida, comemoraram o oitavo título da competição ainda no saguão do aeroporto Tom Jobim.

A comemoração é mais do que merecida. Mesmo em fase de renovação, os jovens brasileiros foram à Sérvia e deram conta do recado. Agora, o Brasil está na história: com oito conquistas da Liga Mundial , a seleção torna-se, ao lado da Itália, a maior vencedora de toda a trajetória do torneio, um dos mais importantes do calendário do vôlei.

Se para alguns jogadores tudo é novidade (certos atletas, como Giba e Serginho, já estavam acostumados com a rotina de títulos), para o técnico Bernardinho é ‘apenas’ mais um trunfo. Na geração passada comandada por ele – considerada a mais vitoriosa do vôlei brasileiro -, foram sete Ligas Mundiais, duas medalhas olímpicas (ouro em Atenas 2004 e prata em Pequim 2008), outras duas Copas do Mundo (2003 e 2007), além de dois Mundiais (2002 e 2006)e os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, no ano de 2007.

Vale lembrar que o próximo compromisso dos homens do vôlei brasileiro será entre os dias 14 a 21 de agosto, em Cáli, na Colômbia, onde será disputado o Sul-Americano da modalidade.

Octacampeões da Liga Mundial de vôlei chegaram ao Brasil nesta terça-feira

Sem mais artigos