Dois ônibus que faziam linhas intermunicipais foram incendiados nesta terça-feira (1°) em Heliópolis, favela localizada na Zona Sul de São Paulo. Ao menos outros três carros também foram incendiados durante o tumulto que teve início no final da tarde. A entrada da favela está bloqueada e o fogo atingiu a fiação elétrica do local.

Para conter os manifestantes, Agentes da Tropa de Choque e da Força Tática da Polícia Militar usaram bombas de gás e balas de borracha. Os moradores responderam arremessando objetos como pedras e garrafas nos policiais.

Essa é a segunda manifestação que ocorre na favela desde a morte de Ana Cristina de Macedo, de 17 anos. A jovem foi baleada nesta segunda-feira (31) durante uma perseguição de policiais da Guarda Civil de São Caetano do Sul, no ABC, a suspeitos de roubarem um carro. Agora, os moradores da favela pedem justiça.

Sem mais artigos