Tudo começou com o DJ alemão Tocadisco, que afirmou que o modelo Jesus Luz atacava de DJ com um CD pré-mixado. Logo em seguida, o DJ brasileiro Memê postou em seu perfil no Twitter três fotos que mostram que, enquanto Jesus bate palmas e anima o público, um DJ de verdade faz a mixagem e comanda o set.

A polêmica, obviamente, chegou a Jesus Luz, que respondeu por meio de sua assessoria não conhecer o DJ Tocadisco, além de convidar o público a conferir suas apresentações para checar se ele sabe mixar ou não.

A coluna Musicness, do site Rraurl, entrou em contato com a organização do Green Valley, onde ocorreu a polêmica apresentação de Jesus, para esclarecer a posição do clube a respeito do caso. Um dos sócios do local, Ricardo Flores, declarou que não se importa com os métodos utilizados por Jesus e que está contente com a repercussão que o clube está conseguindo com o caso. Ele também acrescentou que muitos DJs estão com inveja da fama do namorado de Madonna.

“Os DJs ficaram revoltados com o valor que pagamos para ele, isso é normal, é um pouco de inveja por ele ser quem ele é”, afirmou o empresário, em um resumo dos e-mails oficiais compilados posteriormente pelo Musicness.

“Cada artista faz seu set da maneira que acha correta, uns com, outros com vinil, outros com computadores, enfim, cada um à sua maneira. O Jesus fez seu set da maneira que ele acha correta, com seu computador, isso não quer dizer que seja melhor ou pior, certo ou errado. Ele está começando sua carreira, e com certeza vai aprender cada vez mais, como qualquer outro DJ no início”, finalizou o empresário.

Sem mais artigos