Agora os australianos não podem mais falar palavrões em público. Na terça-feira (15) a premiê Anna Bligh comunicou que os policiais de Queensland poderão aplicar multas e receber o pagamento na hora.

A lei atinge casos de distúrbio da ordem pública, como urinar em local público e usar linguagem abusiva. As multas variam de 100 a 300 dólares australianos (R$ 154 a R$ 464).

Teoricamente, isso economizaria de 18 milhões a 30 milhões de dólares australianos aos cofres públicos. Sem efetuar prisões ou transformar cada caso em um novo processo, a justiça economizaria tempo e dinheiro.

Mas especialistas da Griffith University dizem que os casos em que a multa será aplicada no local, poderiam ser inocentados em uma corte. Eles se baseiam nos dados coletados durante o teste da lei nas cidades de South Brisbane e Townsville. Os dois municípios utilizaram a lei por 12 meses.

Outra preocupação é o abuso de autoridade. Além de dar poderes exacerbados à polícia, deixaria alguns grupos mais suscetíveis à lei, como jovens e sem-tetos.

A nova lei ainda vai passar pelo Parlamento e os novos poderes entrarão em vigor em 2011.

Palavrões estão proibidos na Austrália

Sem mais artigos