O bom velhinho chega todo ano de calça comprida, casaco, botas, gorro e barba grande. Combinação perfeita para um senhor que vive na Lapônia, cidade finlandesa que oscila dos 15 graus positivos no verão para os 50 graus negativos no inverno. Mas aí a gente se lembra que ele está chegando no Brasil, uma país que no mês de dezembro beira os 40ºC em várias cidades.

Como ajudar o Noel a não derreter sob o sol brasileiro? O Virgula convidou três designers para adaptarem o look, e assim, salvá-lo de qualquer mal-estar em solos tupiniquins.

O Papai Noel feito pelo designer e blogueiro Vic Matos (www.rabiscopop.com.br) vem com um look totalmente verão. Pernas e braços de fora, barba e cabelos aparados. Os óculos ganharam um tom mais modernos e as roupas continuaram nos tons preto, vermelho e branco. A bota foi o elemento mais difícil dele se desapegar, mas na versão brasileira são feitas de borracha. E o que vocês acham que ele carrega naquela sacola? Eu voto em protetor-solar.

 

O bom velhinho idealizado por Kleber Nakamura nem bem chegou ao Brasil e já correu para a praia. Ele já pegou uma cor, trocou o gorro por um boné para trás e está até fazendo o famoso “hang-loose” com os dedos. Quer coisa mais brasileira que isso? Ele veste as sandálias que todo brasileiro tem e usa as fitinhas do Senhor do Bonfim no pulso. Aí sim, hein, Noel?

 

O Papai Noel feito por Felipe Agne conseguiu mesclar traços originais com alguns “abrasileirados”. Ele está no calçadão do Rio de Janeiro, jogando capoeira e com sua tradicional roupa adaptada com o verde brasileiro. Vale dizer que o tecido utilizado na hora da confecção foi o dry-fit. Assim ele não passa tanto calor.

 

Veja ao lado os três modelitos criados e deixe sua opinião: será que com essas roupas mais aconhegantes e propícias, Papai Noel passaria mais tempo por aqui e distribuiria mais presentes?

Sem mais artigos