Segundo informações do G1, o morador de Santo Antônio da Platina (PR), Ademir Jorge Gonçalves, 59 anos, foi considerado morto após um acidente na BR-153 na noite do último domingo (1º). A família do pedreiro reconheceu o corpo e o sepultamente foi providenciado. No entanto, Altamir estava bebendo em um posto ao lado de onde foi o acidente, e apareceu vivo no próprio velório, às 8h desta segunda-feira (2).


 


Apesar de alguns parentes ficarem em dúvida se era ele mesmo, com o calor da emoção e das lágrimas acabaram confirmando. Um rapaz foi avisar Altamir do ocorrido e ele foi esclarecer a história tornando-se celebridade na cidade.


 


O gerente da funerária lamenta o prejuízo já que a família se recusa a pagar os custos e corpo após ser reconhecido, foi levado para o sepultamento em Joaquim Távora (PR). “Nenhuma das duas famílias pagou pelo trabalho. Nós oferecemos 24 horas de café, leite, chá e lanche, sem falar do caixão e do sepultamento. Tudo isso sai por R$ 1,3 mil, que saiu, até agora, do meu bolso.”
 


 



 

Sem mais artigos