Uma das maiores promessas do futebol brasileiro no final da década passada, o meia Pedrinho não conseguiu atingir o potencial por muitos esperados. Grande culpa de isso não se realizar foi as lesões que atrapalharam a sequência de jogos do atleta. Na última quinta-feira (6), o jogador anunciou sua aposentadoria aos 32 anos.

Em entrevista ao Sportv, o atleta confirmou o fim de sua carreira marcada por títulos e lesões. “Os motivos são vários, mas faço isso em razão dos problemas que eu passei. A paciência e a tolerância das pessoas e dos clubes foram se esgotando quando eu me lesionava”, afirmou Pedrinho.

Em sua carreira, Pedrinho conquistou o título da Libertadores de 1998 pelo Vasco, além do Campeonato Brasileiro em 1997 e 2000. O atleta chegou a ser convocado para a seleção brasileira, mas dias antes sofreu uma grave lesão no joelho.

Depois disso, sua carreira nunca mais foi regular. Em 2001, o atleta foi para o Palmeiras e voltou a sofrer com lesões, mantendo regularidade novamente apenas na temporada 2004. Depois, o jogador teve passagens por Al-Ittihad, Fluminense e Santos.

Sem mais artigos