A crise financeira internacional fez com que as empresas ligadas ao setor financeiro, principalmente nos Estados Unidos, perdessem seu valor de mercado de forma considerável. Essa situação fez com que a Petrobras subisse 13 posições entre as maiores empresas nas Américas. O levantamento foi realizado pela consultoria Economática e mostra a estatal brasileira no quarto lugar no ranking, ficando apenas atrás da ExxonMobil, da Microsoft e do Wal-Mart.

De acordo com o estudo, a Petrobras somava um valor de US$ 173,5 bilhões em agosto. O “preço” deixa a empresa brasileira muito próxima da rede varejista Wal-Mart, que iniciou o mês valendo US$ 194 bilhões. No final de 2008, a estatal ocupava apenas o 17º lugar. Segundo a Economática, esse foi o maior avanço entre as 25 maiores companhias que compõem o ranking, já que o valor de mercado avançou 81%, enquanto a ExxonMobil teve valorização de 15,2%.

Outra empresa brasileira faz também faz parte do ranking da consultoria. É a Vale, que no final do ano passado era a 33ª colocada neste ranking e agora avançou para o 22º posto. A mineradora brasileira tem valor estimado em US$ 102,9 bilhões.

Uma das explicações para essa recuperação das empresas brasileiras é por conta de um impacto negativo maior nas companhias americanas durante a crise, sendo que no Brasil a recuperação aconteceu de forma mais rápida.

Para o chefe da área de Análise da Modal Asset Management, Eduardo Roche, o bom resultado da Petrobras e da Vale tem uma grande relação com as perdas significativas de empresas dos Estados Unidos, principalmente os bancos.

Sem mais artigos