Para os irmãos Victor & Leo, transcender o rótulo “sertanejo universitário” foi processo que se desenrolou por si só. Quando deram conta, crianças, idosos e toda sorte de fãs estavam entre as mais de três milhões de pessoas que já lotavam seus shows, embalados pelos avassaladores hits Tem que ser você – trilha da novela A Favorita, Amigo apaixonado, Fada e Fotos. Conquistas também motivadas pela alta vendagem do CD/DVD Ao Vivo em Uberlândia. “Em nossos shows, em qualquer parte do país, há todo tipo de gente cantando todas as nossas canções, além de pessoas de gostos e castas diversas”, descreve Victor. Tal sucesso que é razão para comemorar, mas também para trabalhar, já que agora o desafio da vez é estender o alcance do já obtido com os lançamentos anteriores. Este intuito será colocado à prova com o álbum Borboletas, que chega a lojas de todo o Brasil no dia 20 de outubro pela Sony BMG. “É um trabalho autoral feito em estúdio. Os arranjos são nossos e a produção é nossa juntamente com Ivan Corrêa, nosso diretor musical”, contou Victor sobre o projeto. A primeira música de trabalho do CD, homônima, entrou nas rádios no dia 22 de setembro, e já dá sinais de que tem sido muito bem recebida pelo público. Em menos de uma semana, o clipe da música já acumulou mais de 370 mil visualizações. Mais impressionante é o número global de views aos vídeos de Victor & Leo na rede de compartilhamento. No total, os clipes dos rapazes já receberam mais de 20 milhões de visitas. Fôlego novo Para pensar o fenômeno de popularidade catalisado pelos brothers da cidade de Abre Campo, há que se entender o fôlego novo que eles têm trazido ao sertanejo nacional; despretensiosamente, alegam. “Não temos a pretensão de sermos renovadores, a não ser de nós mesmos”, conta Victor. “Se a música que fazemos representa uma renovação, somente o tempo e a conseqüência natural de a fazermos dirá”. Essa renovação possível, para Victor, não tem nada a ver com o conceito “sertanejo universitário”. “Ele não se encaixa no que fazemos. Se existem duplas que o representam, não temos nada contra, mas não estamos entre elas”, garante categoricamente. Segundo ele, a melhor maneira de entender como isso se configura em termos musicais é ouvindo o som tocado pela dupla. “Em nossos trabalhos, compomos, produzimos e fazemos os arranjos. Assim, somos donos de um som próprio e de identidade formada a partir de diversas referências, sendo que a mais clara delas é a música sertaneja”, explica. “Não há como teorizar uma coisa que se diferencia de outra através da emoção com que é feita. É como se a música fosse tinta. Adoramos as tonalidades criadas anteriormente, mas ao invés de pintarmos com elas, criamos uma outra. O que buscamos no sertanejo tradicional para usarmos no nosso e do nosso jeito, é a pureza bucólica, a rusticidade sensível e a responsabilidade sócio-cultural com que sempre foi e deve ser feito”, completa. Expectativa Enquanto Borboletas não chega, é possível curtir a expectativa assistindo ao videoclipe oficial do primeiro single aqui , além de acompanhar os shows de Victor & Leo por todo o Brasil. Isso porque não haverá um espetáculo específico de lançamento do álbum: as canções do novo trabalho serão inseridas gradualmente nas apresentações da dupla. Publieditorial: Mulher cria vestido que vira porta pra comer BIS escondida Vestibular 2009 Centro Universitário Senac. Clique e inscreva-se.

Sem mais artigos