O lateral-esquerdo Filipe Luis
afirmou hoje que está “feliz” no Deportivo La Coruña, apesar de
quase ter acertado com o Barcelona no início da temporada.

O ex-jogador do Figueirense tem sido alvo da imprensa esta semana
porque seu time enfrentará justamente o Barça, líder do Espanhol, em
partida sábado que vem no estádio Riazor.

“Muita gente pensa que quero provar algo ao Barcelona, mas não
tenho nada a demonstrar. Eles me viram jogar, suponho que mais de
uma vez, e não tenho de mostrar que erraram. Pelo menos contrataram
Maxwell, que é um grande amigo. Ele está feliz lá, e eu aqui”,
comentou.

Filipe Luis garantiu que o jogo de sábado é “mais um” em sua
carreira, e prometeu comemorar se balançar as redes.

O lateral-esquerdo também admitiu que sua vida mudou muito desde
o fim das negociações. “Foi uma reviravolta, mas soube reagir bem.
Sei que uma equipe como o Barça me quis”, afirmou.

Filipe reconheceu ter errado ao se envolver nas negociações e
pressionar o Deportivo para que aceitasse a proposta. “Meu futuro
não depende de mim e tenho de trabalhar em campo. Se acontecesse de
novo, não faria”, apontou.

O brasileiro disse que não fazia sentido ficar irritado com
Augusto César Lendoiro, presidente do Deportivo, por não ter sido
liberado.

“Hoje vejo que ele tinha razão. O presidente não teve nenhuma
chance de negociar, foram só ataques a ele”, explicou Filipe, que
está disposto a renovar contrato mesmo tendo de aumentar a multa
rescisória.

Para sábado, ele lembrou que Deportivo La Coruña perdeu apenas
uma partida no estádio Riazor esta temporada. “A vida não será nada
fácil para eles”, apontou.

O jogador reconheceu que “ainda é pequeno” em termos de seleção
brasileira, já que foi chamado poucas vezes pelo técnico Dunga. Para
ele, disputar a Liga dos Campeões pode ajudar a ser chamado mais
vezes.

Sem mais artigos