Um universitário chinês que retornou dos Estados Unidos para China no dia 8 de maio é o primeiro caso confirmado de gripe suína no país, informou nesta segunda-feira (11/05) o Ministério da Saúde.

O rapaz viajou de Saint Louis (EUA) para a China no dia 7 de maio com escalas em São Paulo e Tóquio, onde permaneceu algumas horas antes de ir para Chengdu, quando já sentia febre, dores de cabeça e tosse.

O contagiado permanece isolado em um hospital para doenças infecciosas em Chengdu, capital da província de Sichuan.

As autoridades chinesas procuram agora os 143 passageiros do avião Tóquio-Pequim da companhia Northwest Airlines, que o infectado pegou após chegar à capital japonesa vindo de Minnesota (EUA), e os 150 do voo da Sichuan Airlines no qual embarcou no mesmo dia em Pequim.

Segundo Sun Hao, porta-voz do escritório de Resposta Urgente, 120 passageiros dos 143 do voo da Nortwest foram localizados. Embora sem sintomas, os passageiros foram convidados a se submeter a querentena no hotel Guomenlu de Pequim.

No mesmo hotel foram isolados os viajantes do voo do mexicano infectado e que já teve alta em Hong Kong.

Por outro lado, o departamento de Saúde de Sichuan anunciou que mais de 130 dos 150 passageiros do voo tomado por Bao de Pequim para Chengdu já estão em quarentena.

Ao não passar bem em sua chegada à capital de Sichuan, o primeiro chinês com gripe suína se dirigiu ao hospital da província e foi submetido a dois testes que deram resultado positivo, por isso que foi considerado suspeito e isolado em outro hospital de doenças infecciosas.

Trata-se do nono caso registrado na Ásia e que se soma a quatro no Japão, três na Coreia do Sul, e mais um em Hong Kong (de um mexicano que já recebeu alta).

Primeiro caso de gripe é confirmado na China

Sem mais artigos