O príncipe Charles advertirá em um novo documentário e livro para o perigo que o mero desejo de obter lucro representa para o futuro do planeta.

Intitulado “Harmony”, o projeto mostrará o herdeiro do trono britânico enfrentando industriais e financeiros, acusados por ele de pôr em risco o meio ambiente, informa o jornal <i>The Daily Telegraph</i>.

Segundo o diário, alguns compararão o livro e o documentário com “Uma Verdade Inconveniente”, do ex-vice-presidente dos EUA e prêmio Nobel da Paz Al Gore.

O príncipe não lucrará como autor da obra; o dinheiro será voltado para a fundação que preside, e espera-se que ocorra o mesmo com os direitos do filme.

“Em algumas de nossas ações nos comportamos como se fôssemos donos da natureza, e em outras, como simples espectadores”, afirma o príncipe de Gales, citado em comunicado oficial.

“Se pudéssemos readquirir o sentido da harmonia, a sensação de ser parte em vez de estar afastados da natureza, talvez tenderíamos menos a ver o mundo como uma espécie de sistema gigante de produção, capaz de produzir cada vez mais para nosso lucro, e sem custo algum”, explicou.

O príncipe está escrevendo o livro com ajuda do ornitólogo e ecologista Tony Juniper. E o filme será rodado nos Estados Unidos, onde as opiniões de Charles sobre a necessidade de proteger o meio ambiente sempre foram bem amparadas.

Sem mais artigos