Em entrevista para o site UOL, a pró-reitora de graduação da USP, Selma Garrido Pimenta afirmou que não há chance da primeira fase da Fuvest trocar seu modelo atual pelo novo Enem. O uso da avaliação do Enem na composição da nota do vestibulando (ela pode valer até 20% da nota final) será mantido.

A pró-reitora afirmou que isso não deve acontecer neste ano, nem nos próximos. “Quero deixar bem claro isso: que a USP não usará nem neste ano, nem no próximo… é mais que isso certamente. A USP estará observando o movimento do novo Enem e avaliando.”, disse a pró-reitora ao UOL.

“O recado para os estudantes é: continuem estudando bastante o conjunto das disciplinas. Para as escolas: continuem se esforçando para cada vez mais desenvolver seus estudantes na direção de uma formação humana,” concluiu Selma.

Em meados de abril, a Fuvest anunciou uma série de mudanças no seu processo seletivo, especialmente na segunda fase (leia aqui).

Pró-reitora da USP garante que 1ª fase da Fuvest não muda agora

Sem mais artigos