A província de Gifu (foto), na região central do Japão, criou uma linha de financiamento especial para os brasileiros que desejam retornar ao Brasil, mas não têm condições. Com a crise econômica, a estimativa é de que até 50 mil brasileiros já estão sem emprego no país asiático.

Em Gigu, onde foram suspensos vários postos de trabalho em  fábricas de autopeças e de eletrônicos, está a quarta maior população de brasileiros do Japão, com quase 20 mil pessoas. Por isso, o governo local está destinando o equivalente a US$ 980 milhões para financiar as passagens.

Entre o próximo dia 29 e o dia 24 de abril – data limite para embarque – devem ser entregues até 700 passagens. A ideia é que, ao invés de ceder dinheiro aos imigrantes, eles recebam diretamente os bilhetes. O limite máximo do empréstimo é de US$ 5,8 mil por família.

Após chegarem ao Brasil, os imigrantes terão cinco anos para saldar o financiamento, com juros de 1,5% ao ano, enviando pelo menos US$ 100 ao mês para a Caixa de Crédito dos Trabalhadores de Tokai. O Departamento de Relações Internacionais da Província de Gifu, no entanto, não explicou quais medidas deve adotar para evitar inadimplência. 

Os imigrantes que quiserem aderir ao programa precisam ter nacionalidade brasileira, serem moradores da província há pelo menos sete meses, estarem desempregados, não ter dinheiro depositado em banco ou outros bens e ter dependentes.

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Sem mais artigos