Eleições para o Parlamento Europeu. O que você sabe sobre isso? Pois bem, é claro que este tema desperta pouco interesse para os brasileiros. Mas não é só isso. A falta de envolvimento existe também entre os próprios europeus. Para se ter uma ideia, apenas 45% do eleitorado compareceu às urnas na última eleição.

No entanto, o pleito que acontece entre os dias 4 e 7 de junho deste ano apresenta candidatos com históricos dos mais variados. Do escritor José Saramago à “Paris Hilton romena“. Do milionário Silvio Berlusconi ao tetracampeão do rali Paris-Dacar. Todos querem uma cadeira no Parlamento. Será mesmo?

O fato é que essa eleição europeia não é tão diferente daquelas que acontecem por aqui. Eles também têm suas bizarrices que podem chamar a atenção dos mais desinteressados pelo assunto.

Beleza que se põe à mesa

Elena Basescu, uma bela de 28 anos, é candidata a uma das 785 cadeiras que compõem o Parlamento Europeu. Conhecida como “Paris Hilton romena“, é filha de Traian Basescu, presidente da Romênia. Ao contrário da Paris Hilton original, a versão europeia não é loira e nem tão fútil, mas também é baladeira e tem um histórico variado quando o assunto é sua vida amorosa.

Quem também se destaca pela beleza é a loiraça de olhos verdes Barbara Matera, ex-concorrente ao Miss Itália, que não quer fazer sucesso apenas como apresentadora de TV. Apadrinhada pelo influente primeiro-ministro (e candidato ao Parlamento) Silvio Berlusconi, Barbara quer provar que tem potencial político apesar da pouca idade (27 anos).

Os franceses e alemães também estão bem servidos. Rachida Dati, 43 anos, e Gabriele Pauli, de 51, têm histórico político, mas estão acostumadas com as páginas de fofocas que insistem em expor as particularidades de âmbito privado.

Playboys, machões, herdeiros…

Emanuele Filiberto Umberto Reza Ciro René Maria de Savoia é neto do último rei da Itália. Apesar do pouco sucesso na política, tenta alavancar a carreira com o posto no Parlamento. Fala cinco línguas, conhece quase todos os políticos, mas tenta afastar a fama problemática de seus principais parceiros. Um deles esteve ligado a um escândalo de chantagem envolvendo jovens dançarinas, outro está sendo investigado por sonegação de impostos e fraude, e um terceiro foi preso por suspeita de se envolver com atividades da máfia.

Os problemas também rondam a imagem de George “Gigi” Becali, o romeno de 50 anos de idade, empresário, político e dono do clube de futebol Steaua Bucareste. Tentou ser presidente do país. Não foi eleito. Conquistar um lugar em uma das seis casas que compõem a União Europeia parece ser mais palatável.

Aos 57 anos, o finlandês Ari Vatanen, vencedor do Rali Dakar por quatro vezes é um cristão democrata conservador de poucas palavras. Dificilmente será eleito, mas não poderia ficar de fora da lista dos candidatos exóticos.

Diante desse quadro, sobrou para quem? José Saramago. Aos 86 anos, o escritor português também está na lista dos elegíveis pela segunda vez. No entanto, O vencedor do Nobel de Literatura está mais perto da berlinda do que da cadeira do Parlamento. Assim como o ex-piloto finlandês, Saramago não deve ir adiante nas eleições.

Por fim, Slavi Binev, ex-campeão europeu de Tae Kwon Do, é atualmente um legítimo playboy búlgaro de 43 anos que quer continuar no Parlamento após ser eleito em 2007. O “Mansur da Bulgária” tem participações em boates, bares e casas noturnas, além de suas empresas de construção e segurança. Se Binev ganhar, certamente será uma festa!

Partido Pirata

Há cinco principais legendas que compõem o Parlamento Europeu e dezenas que também estão representadas. Outras querem o seu espaço, como o Partido dos Cristãos Fiéis à Bíblia, o Partido dos Animais e o Partido dos Piratas.

Este último é representado pelo sueco Christian Engstrom, de 48 anos, que luta por libertar a Internet do controle e intervenção do governo.

O Partido Pirata nasceu em 2006 depois da prisão dos operadores do popular site de compartilhamento de arquivos “Pirate Bay“. Hoje é o terceiro maior partido da Suécia. Com isso, tudo leva a crer que Engstrom conquiste seu espaço no Parlamento, apesar de ser um “Pirata“.

Cerca de 375 milhões de eleitores espalhados pelos 27 países que fazem parte da União Europeia poderão votar até o domingo (7). As regras de votação variam conforme o país. Com tantos candidatos “gabaritados” e diante da crise financeira internacional, esta deverá ser a maior votação da história da UE.

Sem mais artigos