Quincy Jones, produtor de três álbuns de Michael Jackson, disse hoje que nunca imaginou nem na “pior dos pesadelos” que o cantor fosse morrer antes dele.

O compositor e diretor, de 76 anos, que foi coprodutor dos álbuns Off the Wall, Thriller e Bad, expressou sua comoção pela morte do artista americano em declarações à BBC por ocasião de uma visita ao Royal Welsh College of Music and Drama.

“Ainda não sei como processar isto. É tão surrealista para mim. Eu tinha 50 anos quando produzi Thriller, sua idade”, ressaltou Jones, que também trabalhou com estrelas como Ray Charles e Frank Sinatra.

“Nunca no mundo, na pior de meus pesadelos, sonhei que ele pudesse morrer antes de mim”, disse.

Segundo Jones, Michael Jackson foi o artista mais talentoso com o qual tinha trabalhado.

“Ele foi um dos melhores em todos os sentidos. As canções, suas atuações, sua dança, seu canto, tudo”, acrescentou Jones.

Sem mais artigos