A edição especial da revista Vice dedicada à fotografia acaba de ganhar as ruas.

A publicação conta com entrevistas com Stephen Shore, famoso por suas fotos tiradas na Silver Factory de Andy Warhol e pioneiro no uso da cor da fotografia de arte; Harri Peccinotti primeiro fotógrafo a captar a sexualidade nas atividades do dia a dia; e Catherine Opie, que teve retrospectiva com cerca de 200 imagens no Guggenheim, no ano passado. Também estão lá imagens do serviço secreto da Tchecoslováquia comunista reunidas no ensaio Voyerismo Totalitário.

Terry Richardson, fotógrafo de moda com editoriais para Vogue, Sports Illustrated e que já esteve no Brasil (2007) para fotografar celebridades e anônimos para seu livro, assina a foto da capa.

Calcada na cultura indie e no conteúdo transgressor, a Vice chegou ao Brasil pelas mãos do publisher Tony Cebrian e de Chico Lowndes, consultor associado. Seu público é formado por “trendsetters” entre 18 e 34 anos de idade.

Nos EUA são distribuídas mais de 1 milhão de revistas gratuitas. São mais de 2500 colaboradores ao redor do planeta. Seguindo o modelo aplicado nos 30 países onde circula, a revista Vice tem distribuição gratuita em São Paulo e Rio de Janeiro. Aqui são 20 mil exemplares distribuídos.

Sem mais artigos