A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro afirmou na manhã desta segunda-feira (19) que a ordem para a invasão do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, partiu do presídio de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná.

>> Após confrontos, Polícia Militar mantém cerco em quatro morros no Rio

Segundo o setor de inteligência da Polícia Civil, a iniciativa foi articulada por chefes da facção Comando Vermelho (CV) que estão no presídio federal de segurança máxima em Catanduvas. As autoridades não divulgaram nomes, mas Márcio dos Santos Nepomucemo, o Marcinho VP, é um dos líderes do CV que está no presídio e pode estar envolvido no planejamento das ações.

O confronto entre traficantes e com a polícia resultou em ao menos 14 mortes e oito pessoas feridas. No tiroteio, criminosos acertaram um helicóptero, que explodiu, matando dois policiais. E ônibus foram incendiados em outros bairros do subúrbio.

Dois mil policiais estão de prontidão desde sábado (17) nas comunidades Morro dos Macacos, Quieto, Matriz e São João.

Rio: Criminosos comandaram invasão a partir de presídio no PR, diz polícia

Sem mais artigos