O Rubin Kazan perdeu hoje a oportunidade
de praticamente garantir sua classificação para as oitavas-de-final
da Liga dos Campeões ao empatar em casa, sem gols, com o Dínamo de
Kiev.

Em um campo bastante castigado pela neve, a qualidade do
espetáculo também acabou comprometida, mas houve espaço para alguns
bons ataques dos dois lados, especialmente no segundo tempo.

Na etapa inicial, no entanto, o frio de 0°C congelou o ânimo dos
22 jogadores em campo. Apenas um voleio do meia argentino Domínguez,
do Rubin, esquentou o clima entre os torcedores, mas a bola não
entrou graças a uma excelente intervenção do goleiro Shovkovskiy.

Pouco tempo depois do intervalo, aos cinco minutos, o experiente
Shevchenko ficou de frente para o gol, dentro da área, mas não
conseguiu aproveitar a chance.

Aos 14, o time anfitrião quase abriu o placar, outra vez pelos
pés de Domínguez.

Apesar de atuar em casa, o Rubin não conseguiu usar o apoio da
torcida a seu favor, o que deixou o duelo bastante equilibrado.

Apenas dois brasileiros estiveram em campo – o zagueiro Betão e o
meia Gérson Magrão, ambos do Dínamo. O ex-jogador do Corinthians
começou como titular, ao contrário das últimas partidas, e teve boa
atuação. Foi ao ataque para tentar marcar de cabeça e bateu faltas,
embora sem perigo.

O empate acabou ajudando Barcelona e Inter de Milão, que hoje se
enfrentam na Espanha, no estádio Camp Nou. Caso uma das equipes
vença o confronto, abrirá boa vantagem na chave, faltando uma
rodada.

Sem mais artigos