Indignados com a decisão do São Caetano em mandar a partida contra o São Paulo, válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, para Presidente Prudente, os dirigentes acenam com hipótese de levar a campo um time formado apenas por atletas juniores como forma de protesto contra a Federação Paulista de Futebol.

“Estamos fretando um avião e contratando o melhor hotel da cidade por nossa conta. Agora vamos decidir qual time vamos colocar em campo. Minha sugestão é que, se a gente estiver classificado, jogue com o time de juniores”, disse o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

E quem segue a mesma linha de pensamentos da diretoria tricolor é o técnico Muricy Ramalho. Mesmo ressaltando que quem “manda” no time é ele, o treinador deixou claro que não discordaria da decisão do clube em utilizar os garotos caso isso for definido.

“Para mim não foi passado nada, mas existe uma hierarquia. O time quem escala sou eu, mas se existem algumas coisas que eles (dirigentes) queiram resolver, eu sou parceiro”, disse o comandante são-paulino.

A última vez que o São Paulo atuou em Presidente Prudente foi no ano de 2006. Na oportunidade, o time perdeu para o Palmeiras em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

São Paulo deverá jogar contra o São Caetano com time júnior; Muricy apóia a decisão

Sem mais artigos