Hoje (1) será votado, na Assembléia Legislativa do Rio, o projeto de lei que caracteriza o funk como um movimento cultural legítimo de caráter popular.

Segundo o projeto, o objetivo é colocar o funk dentro das escolas e das comunidades, como uma forma de integração social e musical.

A votação do projeto retoma a discussão da lei que proíbe eventos de música eletrônica como as raves e os bailes funks, que são constantemente interrompidos e considerados ilegais judicialmente. A revogação desta lei, que também será votada hoje, é considerada um enorme avanço por ícones do funk como o DJ Malboro, que afirmou que essa decisão traz esperanças para que a sociedade legitime o funk como uma expressão cultural válida.

A idéia é que o funk seja integrado à comunidade desde cedo, sendo ensinado nas escolas e utilizado como objetivo de reflexão a respeito da sociedade.

Sem mais artigos