O chileno Manuel Pellegrini, técnico do Real Madrid, desmentiu que tenha problemas com o meia Kaká, um dos alvos da torcida após a eliminação para o Lyon nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões.

“Tenho uma boa relação com Kaká, nunca tivemos nenhum tipo de problema. Para mim ele é um jogador absolutamente titular, e continuará assim. Não há nenhum problema entre nós. O resto não me interessa”, disse.

Sob vaias da torcida no Santiago Bernabéu, o brasileiro foi substituído no segundo tempo da partida e se mostrou indignado ao deixar o campo, algo que fez pouco em sua carreira.

Depois do empate em 1 a 1 com os franceses, Caroline Celico, esposa de Kaká, teria reenviado uma mensagem de Diogo Kotscho, assessor de imprensa do jogador.

“Técnico covarde sempre tira um jogador cobrado para tentar tirar o foco da própria incompetência”, escreveu Kotscho no Twitter, palavras repetidas no perfil de Caroline – que teve de desmentir o fato.

Kaká desfalca o Real na partida de amanhã com o Valladolid fora da casa, em que defende a liderança do Espanhol. O time e o Barcelona aparecem empatados com 62 pontos, mas a equipe da capital leva vantagem nos critérios de desempate.

Pellegrini aproveitou ainda para dizer que é o “primeiro responsável” pela eliminação da equipe nas oitavas da Liga dos Campeões – a sexta consecutiva -, mas garantiu ter “mais confiança do que nunca” no elenco.

“Não é normal que o clube seja eliminado seis anos seguidos nas oitavas da Liga dos Campeões. É preciso uma análise mais profunda em vez de buscar responsáveis individuais. É um erro grande culpar”, garantiu, em entrevista coletiva.

Ele diz estar tranquilo quanto a uma possível demissão, e afirmou que o Real Madrid passa “das glórias aos dramas” muito rápido. “As especulações não me afetam, já estou acostumado. Sabia para onde estava indo desde que sentei no banco do Real Madrid”, apontou.

Sem mais artigos