Maurício Noriega lançou na última segunda-feira (29) um livro que aborda a história dos 11 melhores técnicos brasileiros de todos os tempos. Na lista elaborada pelo jornalista-escritor, um nome se sobressai em relação aos demais. Trata-se do ex-técnico do São Paulo, Atlético Mineiro e Seleção Brasileira, Telê Santana, considerado quase que por unanimidade o melhor de todos os tempos.

Bicampeão da Libertadores e do Mundo com o São Paulo, campeão Brasileiro pelo Tricolor paulista e pelo Atlético Mineiro, Telê sofreu muito em sua carreira após as derrotas na Copa do Mundo de 1982 e 1986. Mas deu a volta por cima, uma de suas qualidades mais destacadas pelos atuais comandantes.

“O Telê era um cara persistente que sofreu muito na carreira, mas teve força para superar tudo e conquistar títulos. Seu trabalho foi reconhecido após muito questionamento”, disse Estevam Soares, treinador do Barueri.

Assim como o técnico do time paulista, os jornalistas Mauro Beting, Marília Ruiz, Renato Peters, Mariana Godoy e Orlando Soares concordam que Telê foi o melhor de todos os tempos. Outro a citar o já falecido treinador foi Zetti, ex-goleiro do Palmeiras, São Paulo, sob comando por Telê, e Santos.

“Trabalhei em quase 400 jogos com ele e aprendi muito. Mas não posso esquecer Ênio Andrade, que me deu educação profissional quando comecei no Palmeiras”, comentou Zetti.

Um outro nome já surge na história do futebol como um dos maiores, impedindo que Telê Santana seja unanimidade. Ainda em atividade, Vanderlei Luxemburgo tem alguns fãs após conquistar cinco Campeonatos Brasileiros. São eles os jornalistas Celso Unzelte e Wagner Vilaron.

Telê Santana é quase unanimidade como melhor técnico brasileiro

Sem mais artigos