O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, condenou nesta segunda-feira (3) a distribuição indiscriminada do Tamiflu, medicamento indicado para o tratamento da gripe suína, doença provocada pelo vírus Influenza A (H1N1). Ele voltou a defender que os órgãos públicos sigam com rigor o protocolo do ministério para o tratamento da doença.

“A distribuição indiscriminada é uma grave irresponsabilidade social. Pensando que está defendendo a saúde pública, pode estar condenando centenas de pessoas à morte”, afirmou Temporão durante o anúncio de recursos para unidades de pronto-atendimento no Palácio Guanabara, zona sul do Rio.

Ele também criticou a análise de especialistas que incentivam a distribuição do remédio por hospitais. O ministro explicou que a distribuição sem controle estimula a automedicação e pode provocar a resistência do vírus. “Corre-se o risco de perder a única arma para combater a doença”, finalizou.

Sem mais artigos