Carente de jovens revelações, situação que não ocorria anos atrás, o futebol brasileiro atual aposta nos medalhões e nas figurinhas carimbadas do país para alcançar sucesso nas competições nacionais e internacionais. E o mais interessante é que a “nova receita” vem dando certo e os “tiozinhos da bola” estão mostrando que ainda têm muita lenha pra queimar.

Para provar que “panela velha é que faz comida boa”, o VirgulaEsporte escalou uma seleção de “tiozinhos” bons de bola que atuam no Campeonato Brasileiro deste ano.

No gol, ninguém menos que o pentacampeão Marcos, o “santo palmeirense”, que atualmente vive uma excelente fase no clube alviverde, atual líder do Campeonato Brasileiro. Mesmo com seus 36 anos, o goleiro ainda é lembrado pelos torcedores como um dos favoritos à voltar para a seleção brasileira.

Na formação defensiva, temos outro campeão mundial, só que este conquistou o título por um clube. Trata-se do zagueiro Fabiano Eller, 31 anos, que recentemente trocou o Santos pelo Internacional e tem como seu companheiro de zaga o flamenguista Ronaldo Angelim, outro “tiozinho”, de 33 anos.

Na lateral direita, o rodado Ruy Cabeção (31 anos), do Fluminense, é o dono da posição. Pela esquerda, outro pentacampeão mundial das às caras. Destaque do Atlético-MG, Junior é mais um atleta experiente em nossa seleção.

No meio de campo, onde a bola deve rolar com classe, destaque para os volantes Emerson (33 anos) e Fernando (42), de Santos e Santo André, respectivamente. O primeiro é mais um componente da seleção brasileira em 2002, enquanto que o segundo mostra um ótimo vigor físico no Ramalhão mesmo após os 40 anos.

Já na parte da criação, Paulo Baier (34 anos), do Atlético-PR, e Marcelinho Carioca (38), do Santo André, estão com a bola toda. Tanto nas cobranças de faltas, especialidade de ambos, quanto no jogo em si, os dois mostram que idade não é problema, pelo menos para eles.

E por fim, mas não menos importante, o ataque, que é formado por Ronaldo, do Corinthians, e Marcelinho Paraíba, do Coritiba. Aos 32 anos de idade, o maior artilheiro da história das Copas do Mundo é grande nome do time de Parque São Jorge em 2009. Já o paraibano de 34 anos é a referência ofensiva do Coxa.

Confira abaixo a escalação dos tiozinhos bons de bola:

Gol: Marcos, do Palmeiras (36 anos)

Laterias: Junior, do Atlético-MG (36 anos), e Ruy Cabeção, do Fluminense (31 anos)

Zagueiros: Fabiano Eller, do Internacional (31 anos), e Ronaldo Angelim, do Flamengo (33 anos)

Volantes: Fernando, do Santo André (42 anos), e Emerson, do Santos (33 anos)

Meias: Paulo Baier, Atlétco-PR (34 anos), e Marcelinho Carioca, do Santo André (38 anos).

Atacantes: Ronaldo, do Corinthians (32 anos), e Marcelinho Paraíba, do Coritiba (34 anos).

Sem mais artigos